sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Professor é preso suspeito de abuso em Cidade Ocidental

Acusado foi preso e admitiu que praticou os atos libidinosos, mas nega relação sexual com menina de 11 anos
Um professor temporário foi preso nesta quarta-feira (16/8) acusado de assediar, abusar sexualmente e até ter relações sexuais com uma aluna. A equipe da 30ª Delegacia de Polícia, São Sebastião, investigou o caso e efetuou a prisão do acusado, cuja identidade ainda não foi divulgada.

O homem tem 52 anos e responderá por estupro de vulnerável. Segundo a Polícia Civil, durante o período de férias escolares, o autor trocou mensagens de teor afetivo e sexual com a vítima e planejava praticar novos atos sexuais com ela quando as aulas retornassem. A idade da vítima ainda não foi divulgada pela polícia.

O caso foi denunciado na 30ª DP, e os agentes da Seção de Atendimento à Mulher deram início às diligências em busca do professor temporário. Com a coleta de depoimento da vítima, foi possível identificar o agressor e prendê-lo.

Fonte: Metrópolis

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Família procura adolescente que desapareceu em Luziânia

Lorrane Barbosa tem 14 anos encontra-se desaparecida a quase três semanas. Segundo informações uma mulher que aparentava ter na faixa de 40 anos, foi até a casa da vó de Lorrane e avisou que levaria a menina para passar alguns dias na roça, mas até hoje não retornou


Lorrane nora no setor Viegas em Luziânia caso tenha alguma informações sobre o paradeiro de entre em contato pelo telefone  (61) 98360099 ou (61) 999860949

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Criança de 1 ano e 6 meses é violentada e choca moradores de Valparaíso

Mãe teira ido a uma festa e deixado a criança aos cuidados do pai que saiu de manhã para trabalhar
Segundo testemunhas, no último dia (07) a mãe da criança teria ido a uma festa e deixou as criança aos cuidados do pai que ao acordar por volta das 5h30 da manhã e não ter encontrado a companheira em casa, saiu para trabalhar e deixou a menor sozinha em casa.

Uma vizinha, ao verificar como estava a criança se deparou com a cena monstruosa: a criança estava desacordada, toda suja de sangue e uma vasilha de óleo de cozinha ao lado da cama, a vizinha em estado de choque chamou a medica do posto de saúde próximo a residência, logo em seguida a menina foi levada pelos Bombeiros para o CAIS de Valparaíso e removida para o HMIB, onde já passou por algumas cirurgias e segue internada.

Segundo o que relatou a vizinha, a mãe das crianças gostava muito de festa, já o pai seria uma pessoa muito honesta e responsável.  Além disso ele cria outras duas crianças que não são filhas dele e não deixaria faltar nada para elas.  Ainda segundo a vizinha, a menos de quinze dias o pai da criança havia levado a sua filha no Piauí para realizar o sonho dos avós de conhecer a neta. Revoltada a vizinha desabafa que sempre ouviu falar em vários casos de estupro de crianças, mas quando acontece com uma pessoa conhecida é revoltante: “espero que justiça seja feita”, desabafa.

Já Gilberto Nascimento, um dos responsáveis pelo Conselho Tutelar da região, após receber a denúncia deslocou uma equipe até a residência e lá encontraram um local inadequado para as crianças com roupas jogas em cima de um colchão todo ensanguentado e uma lata de óleo que provavelmente teria sido usado como lubrificante pelo autor do estupro.

A Polícia Civil investiga o caso, mas como não existem testemunhas, o autor do crime ainda não foi identificado. Vale ressaltar ainda que a kit net onde aconteceu o estupro já foi local de outro crime; no início do ano uma mulher assassinou o marido a facada.



segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Primas estão desaparecidas no entorno de Goiás

Jovens teria entrado em contato com a família dizendo que não retornariam para casa
Segundo informações Kamily  Victória de Lima e 15 anos, teria saído com sua prima Bianca Borges de Souza de 16 anos na ultima sexta feira (04), onde moram em Cristalina-GO, e até hoje  não retornou para casa.

Sua mãe Maria Aparecida de Lima informou que eles chegaram a entrar em contato com a família por mensagem de texto e voz pelo celular dizendo que não iriam voltar para casa, a família registrou  o caso  ontem (06), na delegacia de Cristalina-GO. 

A policia segue com as investigações  para encontrar as adolescente, atreves de depoimentos e registro de câmaras de segurança dos locais onde elas costumavam a frequentar.

Segundo o delegado Rafael Pareja até o presente momento não vê que as menias estariam correndo risco, de sequestro ou algo mais grave, pelo fato das primas terem ido por espontânea vontade e estar mantendo contato com os familiares através do WhatsApp. Ainda segundo o delegado caso as meninas forem encontradas na companhia de um adulto, essa pessoa pode responder criminalmente. 

Caso alguém tenha alguma noticia podem entrar em contato com a policia pelo 197